A gestão estratégica da responsabilidade social nas empresas

23 de outubro de 2015
Autor: Redator CR BASSO - Categoria: Blog
A gestão estratégica da responsabilidade social nas empresas

Gestão da Responsabilidade Social

Cresce a cada ano a implantação de programas de responsabilidade social nas empresas brasileiras e deverá crescer ainda mais com a entrada em vigor da ISO 26000, específica sobre o tema, prevista para 2008.

Essa norma certamente fará com que esses programas, hoje ainda concentrados predominantemente em grandes empresas, sejam praticados também pelas médias e pequenas, como ocorreu com a ISO-9000.

Mas, implantar programas de responsabilidade social para quê? Para mostrar que os empresários têm bom coração, respeitam ao próximo e o meio-ambiente ou têm sensibilidade quanto à cidadania? Evidentemente que não. Esses aspectos são apenas parte de um contexto, muito mais abrangente: a utilização dos programas de responsabilidade social como instrumento estratégico, ou seja, direcionados para efetivas ações socioambientais que deem maior competitividade à empresa.

Apesar de ter melhorado nos últimos anos, ainda há, em nosso país, mal entendimento e certa dispersão a respeito da responsabilidade social nas empresas.

Se fizermos uma análise rápida sobre a evolução dos programas de responsabilidade social, veremos que a primeira fase, chamada de embrionária, é a de filantropia, realizada pela empresa em ações assistencialistas por meio de doações de recursos financeiros, produtos e materiais a instituições de caridade. Essa fase se caracteriza principalmente por não ter vínculo com o negócio da empresa, ser pontual, sem gestão formalizada e desprovida de avaliação dos resultados.

A segunda fase, conhecida como intermediária, já com alguma estrutura, mostra certa relação com o negócio da empresa, é menos assistencialista, com gestão relativamente formalizada, preocupa-se com questões ambientais e apresenta algum tipo de avaliação dos resultados. Nessa fase, utilizando programas públicos, a empresa pode se beneficiar de incentivos fiscais e de deduções tributárias. Um indicativo dessa fase é a publicação e divulgação de relatórios e balanços sociais.

A terceira fase, conhecida como a da maturidade, tem total vínculo com o negócio da empresa, estrutura formalizada e profissional, foco em questões socioambientais, intra e extramuros. Além de continuar a se beneficiar das vantagens legais, passa a ter ganhos de competitividade advindos dos resultados das ações do programa de responsabilidade social.

Essas fases não são excludentes nem sequenciais; uma empresa pode ter atingido a fase de maturidade e conviver com a fase embrionária ou nem ter passado pelas outras duas.

A “entrada” da empresa na terceira fase se dá pela estruturação da gestão da responsabilidade social, à semelhança da gestão da qualidade total: definições da missão, de políticas, estabelecimento de estruturas, de comitês, de planos de ações, de métricas, de certificações e auditorias de modo a aproveitar oportunidades para investir na melhoria da condição da sociedade, agregando bons resultados para seu negócio.

Os desafios sociais e, principalmente, os ambientais crescem e se tornam cada vez mais complexos, tendo uma participação significativa e crescente nas decisões empresariais, tornando-se preciosas oportunidades de negócios.

Nos próximos anos, questões como o respeito à diversidade social, reuso de água, crédito de carbono e sustentabilidade migrarão de relatórios técnicos oficiais para o linguajar diário do consumidor, mais conscientizado e mais bem informado. As empresas que não perceberem isso ou não agirem, poderão ter seu futuro ameaçado.

Programas de responsabilidade social, mesmo que continuem a não ser obrigatórios, farão o diferencial e serão uma necessidade nas empresas, exigidos pela mão seletiva do mercado.

E, sem dúvida, os caminhos para a sobrevivência e o crescimento das empresas passarão, forçosamente, pela gestão estratégica eficaz da responsabilidade social.

A CR BASSO Educação atua há 25 anos no segmento de treinamentos e consultoria. Oferecemos um extenso portfolio de produtos (são mais de 100 cursos) apresentados na modalidade in company e destes, 28 são apresentados na versão de programa aberto.
Desde a pandemia que nos obrigou ao distanciamento social, somos pioneiros na apresentação de cursos no formato ONLINE AO VIVO com um grande diferencial. Nossos cursos são apresentados ao vivo diretamente de Estúdios Profissionais de TV, o que proporciona uma experiência incrível de aprendizagem

A CR BASSO Educação está há 14 anos eleita entre os 100 Melhores Fornecedores para RH de acordo com pesquisa nacional promovida pela Revista Gestão e RH. Em quatro dos últimos seis anos a CR BASSO Educação foi eleita a Melhor Empresa no Segmento de Consultoria e Treinamento do país, o que muito nos orgulha.

Conheça nossos produtos e todo nosso campo de atuação.
Estamos ansiosos por seu contato.

Se você gostou do artigo, compartilhe com seus amigos(as).
Nosso obrigado. Equipe CR BASSO.


Autor: Redator CR BASSO - Categoria: Blog

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Solicite mais informações
*Fique tranquilo, você não está assumindo nenhum compromisso ao preencher o formulário.
Fale conosco por E-mail, Telefone ou WhatsApp
Segunda à Sexta 8:00 às 17:48
(11) 5591-3000
Atendimento via
WhatsApp CR BASSO
(11) 99984-2611
QR Code WhatsApp CR BASSO